Massagem pop

O setor de spas, diz Gustavo Albanesi, está engatinhando no Brasil. "Ele é desregulamentado e fragmentado." Mas a Associação Brasileira de Spas, do qual é presidente, está se mexendo para mudar isso. Hoje realiza em São Paulo o 1ºEncontro Brasileiro de Spas com o objetivo de atualizar os participantes do que está sendo feito para profissionalizar o segmento. Pela primeira vez a entidade elaborou um manual de procedimentos sanitários em spas, uma vez que a regulamentação não é específica sobre esta categoria. "Além de ajudar os empresários, nossa atuação se estende aos consumidores, ou seja, a questão cultural. Muita gente ainda desconhece os serviços de um spa e acredita ser sempre um serviço de luxo."

 

PHOT0028

Uma das iniciativas para mudar a "cultura" foi o Spa Week. Em outubro de 2009, 14 spas ofereceram tratamentos específicos a R$ 60. "Foram 6,7 mil atendimentos e todos tiveram mais de 100% de aumento de frequência. E muitos visitantes nunca tinha entrado num spa." Para este ano serão duas edições. Na de abril entram o Estado de São Paulo e o Rio. Na de outubro, serão representantes de outras regiões. "Esperamos triplicar o número de participantes e chegar a R$ 1 milhão de faturamento." Segundo ele, os spas urbanos são os que mais devem crescer. "Um dos indicativos são as redes que começam a ser franqueadas." Além da Clínica Hara, ele cita a sua própria , a Buddha Spa, que deve abrir de 6 a 8 franquias este ano.

 

image

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: