Até o fim do ano, País terá 12 novos shoppings

Para 2011, previsão é de que 29 grandes centros comerciais sejam inaugurados no Brasil. Movimento é reflexo da capitalização das empresas, além da alta do crédito e da renda

image

Com os corredores climatizados cada vez mais cheios, a indústria de shopping centers aumenta a velocidade de sua expansão no Brasil ao sabor da maré mais favorável já vivida pelo setor. Após a inauguração de quatro grandes shoppings no primeiro semestre, outros 12 abrirão as portas até o fim do ano. Em 2011, serão pelo menos mais 29 shoppings,

totalizando 439 em todo o País. Atualmente, há 396 empreendimentos desse tipo.

A conta é da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), que so considera empreendimentos com mais de 5 mil metros quadrados de área locável. Incluindo shoppings menores, a Associação Brasileira de

Lojistas de Shopping (Alshop) preve que o Pais fechara 2010 com mais de 750 centros em funcionamento e ganhara outros 200 ate 2015, ou seja, 40 por ano.

O principal impulso do movimento vem da explosão de consumo provocada pela alta do credito e da renda do brasileiro, que resistiu a crise e tem ajudado as vendas dos shoppings crescerem acima do comercio em geral.

Em 2009, o varejo cresceu 5,9%. Os shoppings tiveram alta nas vendas de 10% e faturamento de R$ 71 bilhões. Para 2010, a previsão é de alta de 12%. Não são apenas os consumidores que estão de bolso cheio.Outro fator que influencia o investimento em novos shoppings e a musculatura financeira que as administradoras de shoppings alcançaram no mercado de capitais.

Os principais grupos brasileiros abriram capital nos últimos anos e arrecadaram mais de R$ 4 bilhões na bolsa. “O crescimento atual e o dobro da media dos últimos cinco anos, o que mostra a pujança do setor”, diz Nabil Sahyoun, presidente da Alshop. “Depois que abriram capital,as empresas ficaram com caixa estocaram terrenos e estão com todas as condições para os investimentos.”

Só a Multiplan, uma das primeiras empresas do setor a ir a Bolsa, tem plano de investimentos de R$ 1,3 bilhão ate 2012 para erguer seis novos shoppings e ampliar dois de seu atual portfólio de 13. Boa parte do orçamento vem dos quase R$ 800 milhões gerados em 2009 pelo aumento de 25% para 36,9% do capital negociado embolsa. As ações já valorizaram mais de 30%. Com um caixa cheio e livre de dividas, a Multiplan ainda quer comprar. Na semana passada, investiu R$ 51,8 milhões para aumentar de 80,9% para 96,5% sua participação no Shopping Patio Savassi, de Belo Horizonte (MG), cujo controle adquiriu em 2007. Ao mesmo tempo, a empresa pagou R$ 4,2 milhões por terrenos no entorno do shopping para futuras expansões.

A BRMalls, que tem participações em 35 shoppings, iniciou o ano com R$1 bilhão em caixa para aquisicões. Na semana passada, ampliou a participação no MinasShopping, de Belo Horizonte. A empresa investe R$ 383,6 milhões na expansão de sete shoppings e participa de outros cinco projetos. O Grupo Iguatemi, que em março inaugurou um shopping em Brasília, tem cinco projetos, de R$ 790 milhões. A Aliansce fez em janeiro sua primeira oferta de ações. Captou R$ 450 milhões, elevando o capital social para R$ 916,3 milhões. Ate agora, as ações valorizaram quase 30%. A empresa abre este ano um shopping em Belo Horizonte e tem planos para outros em cidades como Belém (PA) e Maceió (AL).

Lei do inquilinato.

Além da capitalização das empresas, a industria de shoppings se beneficia do bom momento da construção civil – com construtoras interessadas em se associar aos empreendimentos –, e da nova lei do inquilinato, que da mais garantia a rentabilidade. Alem disso, os shoppings são cada vez mais vistos como opção de lazer e segurança. “É difícil definir as causas do sucesso. Acho que o conjunto e que faz esse circulo virtuoso. A verdade e que poucas vezes tivemos um momento tão extraordinário como este para a industria de shoppings”, observa Luiz Fernando Veiga, presidente da Abrasce. “Em três anos, entre 2009 e 2011, temos mais de 60 novos lançamentos no Brasil.”

Com a lei do inquilinato em vigor desde janeiro, os shoppings conseguem em quatro meses o despejo de lojistas inadimplentes. Antes, as ações levavam pelo menos um ano. Com a atratividade crescente do segmento,

Não faltam lojistas em busca dos espaços livres.

Segundo a Abrasce, a taxa de vacância caiu do patamar tradicional de 5% a 6% para 2% este ano. Com isso,o valor do aluguel subiu em media 7,5% só entre janeiro e maio. Veiga lembra que as vendas subiram 15,2% nesse período.

Luiz Fernando Veiga,

Presidente da Associação Brasileira de Shoppings

Por que as vendas dos shoppings crescem mais do que as do varejo total?

Esse e um fenômeno que sempre acompanhou a nossa industria. Shopping é a maior novidade do mundo moderno em termos de varejo e a tendência e caminhar na direção do novo. Se olharmos a internet, porcentualmente e o meio que mais cresce em termos de vendas, porque e novidade. Os shoppings ainda são novidade. Sempre acontece esse fenômeno: toda vez que a economia está bombando, shopping vende mais do que o comercio de rua. Toda vez que a economia entra num aperto, shopping perde menos.

A nova lei do inquilinato está influenciando os investimentos?

Não acompanhamos de perto, mas soube que já ha muitas ações na Justiça baseadas na nova lei. Em 1991, quando foi feita a primeira regulamentação para shoppings na lei de locações, houve um salto substancial. Foi

a nossa primeira curva violenta de crescimento. Não saberia dizer hoje qual e a influencia disso, mas e um fator a mais a favor. A lei puxa o preço para baixo. Com mais segurança, o locador pode fazer preços melhores e investir para colocar mais espaço no mercado.

Há dificuldades para esse crescimento?

Estamos trabalhando na capacitação de profissionais para os novos empreendimentos. Já fizemos duas turmas de cursos intensivos de marketing para funcionários e temos uma pós graduação especifica para a administração de shoppings para atrair talentos para o setor. São funções especializadas, que precisam de gente competente. Administrar um shopping e quase como ser prefeito de uma pequena cidade.

image

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: