Pizza americana conquista espaço no almoço paulista

Depois de flertar com a falência, Pizza Hut entra na rota da expansão. Até 2016 rede pretende abrir 25 novas lojas e ampliar o serviço de entregas. Na ponta do lápis, investimentos somam R$ 17,2 mi

Aguirre: delivery cresceu 38% nos últimos dois anos com a internet

Jorge Arguirre não é pizzaiolo mas acaba de tirar do forno projetos para o cardápio da Pizza Hut, cujos negócios beiravam a falência no país há pouco mais de uma década.

Além de ampliar o mix de produtos, reduzir preços e quebrar paradigmas – como o de consumir pizza no horário do almoço – o empresário quer ampliar o atual número de 19 unidades para 44 até 2016.

Segundo Aguirre, sócio da IRB (Internacional Restaurantes do Brasil), maior franqueada da marca no país, o foco da expansão da Pizza Hut em São Paulo será na operação “delivery”. Ele ainda não sabe se as lojas serão restaurantes ou focarão apenas entregas.

Além disso, ele está de olho no crescente movimento de shopping centers e abrirá as “express”, modeladas para o setor. O “delivery cresceu 38% nos dois últimos anos, e este será um canal importante para a expansão na Grande São Paulo”, afirma o executivo.

Pizza com tecnologia

O serviço de entregas pela internet na região teve início em 2009. Hoje, essa operação representa 20% do faturamento da rede comandada por Aguirre, entusiasta de novas tecnologias. “Os pedidos feitos de smartphones já são 6% do delivery. A perspectiva é que este número seja metade das vendas feitas pela internet nos próximos dois anos”, diz.

Para suportar as mudanças e a expansão da rede comandada pelo empresário, serão investidos R$ 17,2 milhões, divididos em marketing, treinamento e novas tecnologias para o delivery.

Em 2011, a Pizza Hut São Paulo registrou faturamento de R$ 75 milhões, 16% acima do registrado em 2010. O plano para 2012 é faturar R$ 105 milhões. “O crescimento da rede nos últimos anos, com exceção de 2008 é de dois dígitos e este ano não será diferente. No primeiro trimestre já estamos 8% acima do esperado”, afirma Aguirre.

Cara Nova

Além de incluir massas e sobremesas no cardápio, Aguirre, que já teve cargos de direção em grandes empresas do setor, como Bob’s, McDonald’s e PepsiCo, criou um ambiente segmentado, que atenda aos públicos jovem, adulto e família. “Com esta estratégia, a Pizza Hut ganhou musculatura para melhorar a gestão e ganho de sinergia para suportar a expansão”, afirma Enzo Donna, da ECD, consultoria especializada em food service.

Fonte: Brasil Econômico (25/04/2011)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: