Mercado de franquias tem crescimento que supera alta do PIB em 10 anos

Em 2011, com crescimento de 16,9%, o setor faturou R$ 88,8 bilhões e foi responsável por mais de 837 mil empregos diretos. Este ano, é esperada uma alta de 15% 

Independentemente do momento econômico, o mercado de franquias no Brasil tem ido bem, obrigado. O crescimento acelerado do segmento tem superado o do Produto Interno Bruto (PIB) nos últimos dez anos e não deve ser diferente em 2012.

No primeiro trimestre deste ano, o crescimento do setor foi de 14%, em comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados de 2011 são animadores: com crescimento de 16,9%, o setor faturou R$ 88,8 bilhões e foi responsável por mais de 837 mil empregos diretos. Em expectativa conservadora, a Associação Brasileira de Franchising (ABF) prevê que o crescimento do setor este ano fique em torno de 15%.

“O mercado de franquias está, há mais de 10 anos, crescendo sempre num ritmo muito acima ao do crescimento da economia, e isso continua agora em 2012. Nós já tivemos até momentos de crescimento negativo da economia, mas as franquias continuaram crescendo”, disse o presidente do Grupo Cherto, consultoria especializada em franchising, Marcelo Cherto. O diretor executivo da ABF Ricardo Camargo explica o bom desempenho do franchising no País: “Temos grande número de indústrias adotando o canal como forma de distribuição, há baixa taxa de mortalidade das franquias – com taxa de menos de 1% ao ano de fechamento de empresas – e linhas de crédito exclusivas para franquias disponíveis em alguns bancos.”

Marcelo Cherto mencionou, como exemplo do sucesso do setor, a ABF Franchising Expo, cuja 21ª edição acontece na próxima semana, em São Paulo, para reunir os negócios de franquias. Segundo ele, ano passado São Paulo perdeu por pouco para Paris, na França, que sediou a maior feira de franquias do mundo. “Este ano, tudo indica que (a de São Paulo) vai ser a maior do mundo. É uma sinalização de como há interesse na franquia como alternativa de investimento, de carreira”, disse.

“A tendência do que pode acontecer (na economia) só favorece”, disse Cherto, explicando que o mercado de franquias cresceu muito nos últimos anos, mesmo com taxas altas de juros. Pela perspectiva do executivo, os anúncios recentes de redução de juros podem aquecer ainda mais o franchising no País.

Imaginarium e Soft Tacos

O diretor executivo do Grupo Imaginarium, Carlos Zilli, comemora a expansão da rede de decoração e presentes, por conta do cenário positivo. “Estamos bem otimistas com relação a esse ano, prevendo crescimento parecido ou até um pouco superior ao do ano passado”, disse Zilli. De acordo com ele, o grupo programa abrir entre 35 e 40 lojas até o fim de 2012. Este ano, até agora, quase 28 pontos já tem contrato assinado.

“Nos últimos quatro anos, a gente vem realizando crescimento de dois dígitos. Ano passado tivemos um crescimento bem significativo, de 22%. De certa forma, a gente acompanha também o crescimento do mercado imobiliário e de construção civil, porque nosso foco é em presentes para a casa”, afirmou Zilli. O executivo da marca Imaginarium estima que, se os negócios continuarem no ritmo atual, este ano o grupo fica em aproximadamente 25% de crescimento, podendo chegar a até 30%.

A rede de fast food de comida mexicana Soft Tacos prevê um crescimento de 100% em 2012. Inaugurada em 2006, mas estagnada durante um período para rever sua estratégia de mercado, a empresa possui hoje 12 unidades no País e espera vender entre 12 e 13 franquias neste ano. Até 2014, a expectativa é que estejam abertas 75 lojas. “Hoje, os shoppings antigos estão transformando lojas tradicionais em ambientes com um mix diferenciado, que inclui a comida mexicana, e os shoppings novos já nascem com essa filosofia. A comida mexicana está em alta”, disse Dílson Silva, proprietário da rede.

O presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyoun, lembra que o setor vai ganhar espaço este ano, com a inauguração de 40 novos shoppings no País. “A indústria de shoppings tem crescido bastante. Serão 40 inaugurações esse ano, e as franquias ocupam esse espaço. Além disso, esse ano temos muitos shoppings que estão em processo de expansão”, disse, lembrando que grandes nomes do mercado de franquias estão presentes na maioria dos shoppings, citando Mc Donald’s e Chillie Beans.

“Esse é um setor que cresce bastante em época de crise, porque as pessoas perdem o emprego e vão buscar criar um negócio próprio. E mesmo quando o mercado não está em crise a franquia cresce, porque pessoas com dinheiro tem interesse em investir nessa modalidade, que não requer conhecimento”, disse Sahyoun.

Fonte: Estadão.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: