Jovens descobrem o empreendedorismo, mas falta de experiência é um risco

*Por Filomena Garcia

Durante muito tempo, a ação de empreender era exercida principalmente por pessoas acima dos 40 anos, que já possuíam alguma experiência profissional e buscavam um “plano B” para garantir o futuro e a estabilidade financeira. Porém, recentemente começamos a notar que os empreendedores estão cada vez mais jovens.

Uma pesquisa realizada pelo Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada em parceria com a London Business School, o Babson College e, no Brasil, Sebrae e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBQP), revelou que empreendedores entre 25 e 34 anos representam 22,4%, e entre 18 e 24 anos soma 7,4%. Essa mudança no perfil dos investidores também se reflete no mercado de franchising.

Na Franchise Store, realizamos um estudo e constatamos que no primeiro semestre deste ano, os jovens de até 30 anos, da chamada geração Y nascidos a partir dos anos 80,  representaram 46% e 47% dos candidatos interessados em abrir uma franquia.

Em 2011, a fatia correspondente a essa faixa foi de 37%. Já os candidatos a franqueados entre 31 e 40 anos, que no mesmo período de 2011 representavam 40%, em 2012 chegam a  35%.

O aumento do interesse dos jovens por empreender pode ser explicado pelo perfil dessa geração. A geração Y demonstra ser mais impaciente em relação a resultados e busca estar no topo das decisões muito rápido, o que a faz fugir do plano de carreira nos moldes tradicionais e empreender mais cedo.

O dinamismo do jovem à frente de um negócio pode ser o diferencial para o sucesso do empreendimento, mas é preciso prestar atenção. Por maior que seja a veia empreendedora do jovem investidor e sua formação seja na área de administração ou gestão — o que ajuda no controle do negócio, devido à falta de prática e vivência no mundo dos negócios — , é menor a chance de ele ter passado por acertos e ter superado dificuldades na sua vida corporativa.

Essa falta de experiência pode fazer com que ele desista do empreendimento ao se deparar com a primeira dificuldade.

Uma forma de atenuar esse risco, para você que é jovem empreendedor e pretende ter  vida longa como empresário, é associar-se a pessoas com mais vivência no mundo dos negócios. Sócios de perfis complementares aumentam as chances de uma gestão mais eficaz e de sucesso.

 

*Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, é especialista em marketing e atua há 20 anos nas áreas de negócios, varejo e Franchising. É co-autora dos livros “Franchising – Uma estratégia para expansão de negócios e “Marketing para Franquias”

 

Fonte: UOL

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: