Franquias de cafeteria faturam 10% mais

25/09/2012

As cafeterias são uma boa oportunidade para os interessados em abrir uma franquia, segundo o Panorama Global das Franquias do Setor de Food Service, pesquisa elaborada pela ABF (Associação Brasileira de Franchising) e a ECD, consultoria especializada em food service.

O segmento de café e snacks teve crescimento de 10% no faturamento no período de janeiro a maio deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com a pesquisa.

Segundo Nathan Herszkowicz, diretor-executivo da Abic (Associação Brasileira da Indústria de Café), o café representa somente 30% das vendas de uma cafeteria e a maior parte do faturamento vem de lanches, salgados e outros bebidas.

Entretanto, as pessoas que apreciam café estão dispostas a pagar caro por ele. “Há alguns anos, o café era vendido por R$ 0,50 no copo americano, hoje, com o aumento da oferta de café gourmet, ele pode custar até R$ 5 em alguns lugares”, diz Herszkowicz.

Empreendedor não precisa ser especialista em café

O empreendedor não precisa ser barista ou profundo conhecedor de café, já que a franqueadora é responsável pela sua capacitação e por transmitir o conhecimento do negócio. Mas é importante que ele e seus funcionários apreciem a bebida.

“Café é movido a paixão, ele exige cuidado até a hora em que vai para o xícara. Se os funcionários são motivados e tem afinidade com o negócio, isso se reflete no atendimento e até na bebida, na aparência do produto”, afirma o diretor-executivo da ABIC.

Alguns cuidados na escolha da franquia e na operação do negócio podem ajudar o franqueado a ter sucesso. Trabalhar com grãos e máquinas de boa qualidade, oferecer um bom mix de produtos, investir no treinamento e na reciclagem constante dos funcionários e na criação de um ambiente agradável para encontros sociais e até para reuniões de trabalho são alguns deles. “O preço do produto não é o mais importante, quando as pessoas gostam, elas estão dispostas a pagar mais”, declara Herszkowicz.

Saiba mais sobre franquias do segmento de cafeteria e confeitaria, clicando aqui.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Fonte: UOL

Anúncios

Suplicy Cafés quer abrir 20 franquias em 2013

13/09/2012

A rede Suplicy Cafés Especiais conta atualmente com nove lojas nas cidades de São Paulo, Brasília e Goiânia. Até o final do ano, a marca pretende fechar 11 novos contratos de franquia, além de outros 20 em 2013, totalizando 40 unidades. Para isso, a Suplicy se aliou à loja de franquias Franchise Store.

O diferencial da Suplicy está no cuidado com o atendimento, oferecido por equipes de baristas, além da qualidade do grão de café. De acordo com Filomena Garcia, sócia-diretora da Franchise Store, essas características especiais serão mantidas com a expansão rápida da marca, cuja primeira loja foi aberta em 2003, em São Paulo. “Estamos estruturando o crescimento de forma criteriosa, para que a Suplicy não perca a essência que tem hoje”, afirma.

Para abrir uma unidade, o investimento mínimo é de entre R$ 250 mil e R$ 350 mil. A previsão para retorno é de 24 a 36 meses, e o faturamento médio mensal por loja varia entre R$ 50 mil e R$ 60 mil. A área necessária para montar uma loja fica entre 21 m² e 150 m².

O plano de expansão da Suplicy Cafés abrange o país todo e, de acordo com Filomena, o diferencial da rede está no conceito da marca. “A Suplicy não é apenas um café, e sim um lugar para conversar, fazer happy hour e reuniões. O conceito dela está por toda a parte da loja, e é justamente esse diferencial que queremos oferecer tanto para clientes quanto para investidores de todo o Brasil.”

E qual seria o perfil desse potencial franqueado? De acordo com Filomena, é necessário gostar de atender o público. Além disso, o dono tem que ter presença constante na operação da loja. “Valorizamos especialmente quem é bom apreciador de café”, diz ela. “Mas não precisa ser expert, já que oferecemos treinamentos detalhados.”

Além de suporte na forma de treinamentos, a Suplicy Cafés e a Franchise Store asseguram apoio constante para o franqueado por meio de visitas periódicas para garantir uma franquia bem-estruturada.

“O empreendedor aceito na rede aprende cedo que precisa proporcionar experiências únicas de degustação de café e passar ao cliente o ritual de curtir o momento na loja”, diz Filomena.

Fonte: Pequena Empresas e Grandes Negócios

Para saber mais informações sobre a Suplicy Cafés Especiais, clique aqui.


Acerte na reforma: 4 dicas para montar um quiosque no shopping

10/08/2012

O ideal é que as pessoas não se sintam incomodadas com o movimento do shopping

Um ponto comercial dentro de um shopping pode ser um lugar ideal para as pessoas se reunirem para um café bem tirado. Para montar uma cafeteria, uma opção de modelo de negócio é o quiosque. Entretanto, se a disposição das mesas não for feita de maneira correta, o fluxo de pessoas do shopping center pode atrapalhar quem quer tomar um café calmamente. E, sem um ambiente agradável, de nada adianta ter no cardápio opções de bebidas feitas do melhor grão.

Victor Oliveira Castro, arquiteto dos escritórios ODVO Arquitetura e Urbanismo e Mínima Arquitetura e Urbanismo, é o responsável pelo projeto dos quiosques do Suplicy Cafés Especiais. Ele explica que o mais importante em um quiosque localizado dentro de um shopping center é evitar que o fluxo de pessoas atrapalhe os clientes do estabelecimento. A solução é simples: “as divisórias fecham o ambiente do quiosque e proporcionam um ambiente mais confortável”, afirma.

Ao montar um quiosque, outro aspecto que precisa de atenção é alocar os produtos do balcão interno de maneira que os funcionários consigam manusear sem interferir na tarefa do outro colega. O caixa também precisa estar próximo ao local de retirada dos produtos, isso facilita quando o cliente for pagar.

  1. Analise o espaço disponível para as mesas. O ideal é que elas possam ser dispostas de maneira que os clientes consigam conversar sem serem interrompidos pelo fluxo de pessoas do shopping;
  2. Reserve um local no balcão para uma estufa para expor os produtos. Ao lado do caixa, o cliente pode escolher enquanto paga, o que facilita a retirada do pedido;
  3.  As mesas devem ser dispostas de maneira que as pessoas se sintam acolhidas. Com a utilização das divisórias, a circulação de outras pessoas do shopping fica limitada;
  4. O balcão interno tem que ser organizado de forma que os funcionários consigam realizar tarefas diferentes ao mesmo tempo. Enquanto um tira café, a geladeira também pode ser utilizada.

Fonte: EXAME.com

Para saber mais sobre Suplicy Cafés Especiais, clique aqui.


Suplicy Cafés promove ação para o Dia dos Pais

03/08/2012

Rede de cafeterias de São Paulo celebra a data a partir do início de agosto

A Suplicy Cafés Especiais, rede de cafeterias, promove no mês de agosto duas campanhas, uma na loja e outra no site da marcar, para comemorar o Dia dos Pais. O objetivo das ações é aproximar pais e filhos, permitindo que desfrutem juntos desse dia especial enquanto tomam um café.

Para participar da promoção pelo site, o internauta precisa entrar no hotsite da campanha (www.suplicycafes.com.br/diadospais/) até o dia 09 de agosto e responder a seguinte pergunta: Porque você deveria passar o dia 12/08 com seu pai no Suplicy Cafés? As três melhores repostas poderão consumir bebidas de cafés à vontade no dia dos pais. Os produtos que fazem parte da promoção são: Espresso, Macchiato, Lácrima, Cappuccino, Caffe Latte, Mocha, Americano, Shakeratto, Extração Francesa, Coador, Chocolate, Caramelo, Irish Coffe e Dry Irish Coffee. O resultado será divulgado dia 10 de agosto e todas as lojas serão comunicadas com o nome dos ganhadores.

Já para participar da campanha nas lojas, o cliente que comparecer acompanhado de seu pai e comprar um espresso, ganha o segundo gratuitamente.

Para saber mais sobre Suplicy Cafés, clique aqui.


TreeCorp adquire 45% da Suplicy Cafés Especiais

30/07/2012

O aporte do fundo deve acelerar o crescimento da rede de cafeterias de São Paulo

A Suplicy Cafés Especiais, rede de cafeterias de São Paulo, anunciou a venda de 45% da empresa para o fundo TreeCorp. O dinheiro deve ser usado para acelerar a expansão da empresa com novas unidades. Hoje, a rede conta com oito cafeterias e pretende inaugurar 80 lojas nos próximos três anos, entre unidades próprias e franqueadas.

Em 2010, o proprietário Marco Suplicy, em entrevista a Exame.com, já havia sinalizado que a empresa poderia receber um novo sócio e que uma injeção de capital poderia potencializar o crescimento.

Segundo a empresa, a decisão de crescer através de franquias veio da demanda dos shoppings centers por mais unidades da rede. Rio de Janeiro e São Paulo devem concentrar lojas próprias, por serem mercados que a empresa explora também em outras áreas, como o setor corporativo. Uma franquia da marca exige investimento entre 250 mil e 350 mil reais, conforme o tamanho do ponto.

Com o novo sócio, a equipe da Suplicy Cafés Especiais deve se dedicar mais à operação, como treinamentos e melhorias na qualidade, e o fundo ficaria com a parte de gestão. A empresa não divulga o faturamento ou o valor do investimento envolvido na negociação.

Aberta em 2003, a empresa comercializa o café no atacado e varejo e oferece ainda máquinas de cafés para empresas e serviços para eventos. Os cafés usados na rede são produzidos na no Sul de Minas e no Espírito Santo e toda a torra é feita na loja, de forma artesanal.

Fonte: EXAME.com

Para mais informações sobre Suplicy Cafés, clique aqui.